Pesquisa personalizada

sábado, 8 de julho de 2006

A VERDADEIRA PAZ


Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:27

Um grande concurso foi realizado certa ocasião em que vários pintores de quadros estiveram concorrendo a um fabuloso prêmio. Eles tinham um único objetivo, ou seja: Colocar no quadro através da arte a representatividade da paz.

Todos entraram em ação. No final seus trabalhos foram apresentados para que o júri pudesse escolher a melhor obra. Os jurados começaram então a avaliação e dentre os participantes três foram separados para concorrer o primeiro lugar.

O primeiro quadro apresentava uma paisagem linda de fundo. Pássaros voando, arvores verdes, céu azul, mais este não ganhou o primeiro lugar.

O segundo quadro, o artista fez questão de apresentar um lindo rio com vastas ramagens em volta, árvores frutíferas e ao fundo um por do sol espetacular. Mas também não foi o escolhido.

Na realidade o quadro vencedor foi de um artista que desenhou uma terrível tempestade, trovões e relâmpagos contornado por um céu negro. Árvores secas e vegetação queimada. Mas ele destacou uma das árvores e em meio às ramagens uma ave bem branca, com um semblante tranqüilo cuidando dos seus filhotes. Este quadro na opinião dos jurados recebeu o prêmio máximo por representar a paz.

Quando lemos o texto em que Jesus disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. Quando comparamos este texto com o quadro vencedor do concurso notamos que “a verdadeira paz é aquela que sobrevive às tempestades da vida”.

O dia 11 de setembro de 2001 passou a ser sem dúvida um dia histórico no mundo. Através da mídia as pessoas em todo lugar pode ver em tempo real pela tv, rádio, o ataque do inimigo que chegou para tentar tirar não somente a vida de muitas pessoas em um dos maiores centros financeiros do mundo nos E.U.A, porém veio também para tentar tirar a paz através de atos terroristas de alta monta.

Quantas famílias hoje choram os seus mortos. A segurança e a aparente paz foram invadidas em sua privacidade. Parece um pesadelo da qual não se acorda nunca. As cenas transmitidas pelas emissoras de TV não eram de um filme de catástrofe e sim cenas reais. O inimigo que se esconde atrás do terror vindo para ceifar inúmeras vidas e deixar em pânico o mundo.

O mesmo Jesus que disse: ” Deixo-vos a paz” é o mesmo que disse também; “No mundo tereis aflições”. O evangelista João também afirma em sua carta em I João 5:19 – “Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno”.
A maior preocupação agora dos povos é saber afinal o que vai acontecer? Virão novas investidas terroristas? Que lugar, que país eles vão atacar? O Clima geral é de medo, de intranqüilidade, de insegurança e a pergunta é o que fazer?

Bom. Jesus fez uma tremenda declaração que está disponível àquele que crê: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”.

A nossa atitude deve ser que nem a ave branca pousada nos galhos de uma arvore na tela do pintor. “Atitude de confiança em Deus em meio às crises, as trovoadas e relâmpagos” O nosso Deus não perdeu o controle. Rm. 8:28 lemos o seguinte: “E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Temos que lembrar que o nosso adversário não é de carne e osso e sim um ser espiritual que tem o objetivo diário e constante de matar, roubar e destruir, porém Jesus Cristo vem dar vida e vida em abundancia àquele que crê. Em Cristo Jesus, somos mais do que vencedores.

Tiago em sua epistola 3: 18 – nos diz: “Ora, o fruto da justiça semeia-se em paz para aqueles que promovem a paz”.

Amados, não há o que temer. "O verdadeiro amor lança fora todo medo."

Pr. Nélson R. Gouvêa

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...