Pesquisa personalizada

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Imoralidade Musical


Em Todas as épocas, a música sempre foi um poderoso meio de influência na humanidade, algumas tribos africanas usavam os cantos tribais a fim de motivar seus guerreiros numa batalha, tropas do mundo ocidental levavam fanfarras à frente de linhas de guerra, como um agente envolvedor e motivador da tropa objetivando o intuito da vitória de seus soldados;

A psicologia atual também ressalta o poder envolvente da música. É sabido e experimentado por todos que determinadas canções nos levam a momentos e reflexões inesperadas, isso porque, segundo a psicologia, fatos de nossa vida estão atrelados a associações, que podem ser olfativa, degustativa ou auditiva remetendo-nos imediatamente aos sucessos ou insucessos que nos sobrevieram em dado momento.

Sobre essa forte influência da música, ainda podemos falar das épocas que foram marcadas estilos e tipos característicos, cada qual com seu tipo de música; quem não recorda determinados grupos, as modas lançadas por determinados cantores, roupas, cabelos, comportamento... logo percebemos a força e influência que a música possui em nosso quotidiano.

Sendo assim, podemos dizer que o comportamento das gerações foram influenciados por artistas da música, pois como detentores do maravilhoso instrumento, formavam seguidores e admiradores em grande escala. Dessa forma, percebemos que as músicas que tocam em nossa época, influenciam geração que conhecemos. Cabe-nos agora a pergunta; que tipo de música estamos escutando? Quais ideais que nos trazem, o que absorvemos com nossa atual safra de artistas musicais?

Infelizmente, a resposta não será uma resposta favorável a uma boa formação da moral da sociedade; somos bombardeados por severos pacotes obras musicais mal elaboradas, cheias de perniciosidade, insinuantes a prática de todo tipo de imoralidades, explicitas, enfim, recheadas de conteúdos impróprios e imorais, não se encontrando letras com nexos ou mensagens com sentidos, e quando a possuem, sempre conduz a mente do ouvinte a algo no mínimo anti ético.

Sabemos que não só nesta época a música tem sido usada como um instrumento destrutivo, em décadas passadas haviam músicas com sentidos dúbios, ambíguos, porém a tão reprimida e reprimente S E N S U R A incubia-se de ser o agente moderador do P E R M I T I D O; mesmo havendo letras R E B E L D E S, tinha-se um critério no mínimo da discrição.

Fala-se que o que torna o nu vulgar, é a sua explicítude, a forma de mostrá-lo cru, sem nenhuma poesia, algo tão existente no nu artístico; Hoje em dia, perdeu-se o pudor verbal da expressão. Homens já influenciados por gerações passadas extravasaram seus limites, enegrecendo a branca face da beleza, mostrando um lado tão pobre de uma expressão tão rica que é a arte musical.

Isto já esta tão entranhado, tão arraigado na natureza humana, que é comum vermos crianças de nove, seis, cinco anos, precocemente DANÇANDO APOLOGÉTICAMENTE AO SEXO, mães sem noção achando graça em uma atitude perigosa que começa influenciar o mundo de descoberta de seu filho. Como explicar que cada dia mais tem surgido precocemente mais e mais adolescentes que se tornam pais e mães prematuros? porque tantos jovens tem se influenciado nos mundos das drogas, cada vez mais jovens se alcoolizam, fumam, contraem doenças sexualmente transmissíveis, enveredam para desvios de conduta, enfim, como podemos entender tais transtornos sócios-morais?

Talvez a resposta não seja necessária. Doutrinemos nossa geração naquilo que edifica, nos afastemos das coisas que aparentam o mal, nos vistamos como de dia, sejamos sóbrios! O que é bom e de boa fama isso façamos e nisso pensemos.


Paz do Eterno

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...