Pesquisa personalizada

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Amo a Deus!


Amor não se mede em palavras, mas em atitudes, gestos, ações. O Amor a Deus, não pode ser medido pelo que izemos, mas pelo que fazemos e a quem fazemos.




Encontramos no decorrer das Páginas Sagradas, o respeito ao próximo como sinal de um verdadeiro ato de obediência ao Senhor. Dus sempre se preocupara com o bem estar de sua criatura; vemos no pentateuco a ordem divina quanto aquelesque não poderiam plantar, que não possuiam bens (Ex. 23: 10~11; Lv 25: 6); Os Dízimos eram dados em compaixão dos pobres e dos menos favorecidos (Dt 14: 23~29). Além disso Era estatuto Divino se fazer justiça aos órfãos e viúvas (Ex 22: 22, 24; Dt 10:18; 16:11,14; 24:17,20~21; 26:12~13; 27:19).




Vemos no Novo Testamento a exigência Divina para compaixão pelo próximo, a começar do próprio Deus, que veio para os necessitados (Mc 2:17), vivia no meio dos desprezados, e falava com os exclusos da sociedade (Mc 2:17). Não Obstante, fora recriminado e rejeitado por isso, porém não negou sua missão, antes ensinava em seus sermões que os pobres eram bem aventurados, assim como os que sofriam por seu nome (Mt 5: 3~12). Jesus veio trazer o conhecimento proofundo e prático da Lei (Mt 5:17), e disse: "Um novo Mandamento vos dou" (Jo 13: 34~35). É imconcebível na bíblia, ámarmos a Deus, e não amarmos nosso Irmão (Mt 22: 37~40; I Jo 2: 9~12; 4: 20~21), também temos um novo ensinamento de Cristo: "Amai vossos Inimigos" (Mt 5: 43). Se não consigo amar meu irmão, meus inimigos, nem posso orar por quem me persegue, ou seja, se deixo de amar, confraternizar ou comugar com um único próximo meu, o qual vejo, tenho que reconhecer que não posso amar a Deus, o qual não Vejo! (I Jo 4; 20)




O Amor é a marca do discípulo genuíno de Cristo (Mt 5: 44~45), se nos consideramos seus seguidores, amemos profundamente um aoa outro com o amor ágape, o mesmo amor que cristo nos amou (João 13:34 ): "O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei". (João 15:12), pois no grandedia do julgamento, muitos interrogarão ao Senhor (Mt 7: 22 ss):




- "Mas Senhor!? em teu nome fiz tantas coisas"...




E por sua vez o Eterno lhes responderá:




- "Eu não Conheço Vocês! saiam da minha presença! pois estive com fome, sede, friu e solitário, e em nenhum destes momentos me amparastes"




Aturdinados perguntarão:




- "Quando Foi isso Deus?" - E o Senhor lhes responderá:




- "Quando não fizeste aos que mais necessitam, a mim não o fizestes"! (Mt 7: 22 ss)




Amados, não nos enganemos: "A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo". (Tiago 1:27), é suprir a necessidade de quem necessita! De nada adianta sermos bons pregadores da Palavra, orarmos por quem necessita, mas não divido o que tenho com o meu semelhante, eu não estou fazendo nada! (I Jo 3: 17).




Dividamos a nossa Capa com os que estão sentindo friu!




Não Amemos apenas de palavras , mas de Atos e em verdade ( I Jo 3: 18). Quantos se enganam por pensar que estão fazendo a obra de Deus, por saírem apenas nos dias de evangelismo de suas denominações; o Evangelho é compromisso com vidas, é matar a fome e a sede dos que assim sentem! todos os ensinamentos do Criador nos levam a isso. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. (Tiago 2:18).


SUA FÉ SEM OBRAS NÃO TEM VIDA! E SUAS OBRAS SEM O AMOR, NÃO PASSA PELO TESTE DE FOGO DO CRIADOR.


Sem o Amor, nada tem valor diante de Deus, sejam obras, dons, atos de misericórdia (I Co 13: 1~3). Tudo que façamos, seja temperado com a essência Divina, o sentimento que fez o Criador fazer-nos a sua Imagem e Semelhança, nos escolher para vivermos no reino do Filho do seu amor! (Colossenses 1:13), e morreu a fim de nos resgatar, escrever em nosso coração sua lei (Sl 37: 31; Jr 31: 33), para que pudesse habitar em nosso corpo, fazendo-nos seu templo! (I Co 6: 19~20)!


O Evangelho nos chama ao compromisso de amarmos a Deus e ao próximo, sem esses dois princípios, nossa fé se torna vã.


Um comentário:

Marcela disse...

. marcando presença :D
. sim, o jubileu será no Arruda agora?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...