Pesquisa personalizada

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O Aborto e as Loucas da Pedra Lilás


Na Av. Cruz Cabugá, Temos um Galpão Preto, com um curioso nome "Loucas da Pedra Lilás"; a principio não sabíamos do que se tratava, porém desconfiávamos de algum tipo de ONG, Grupo Teatral, coisa do tipo, e deduzimos certo!

Na Porta deste mesmo Galpão tem uma reflexão, à saber:

"Aborto: A Mulher decide, O Estado Apoia, A Sociedade Respeita"
(Não sei se a ordem é esta realmente)

Primeiro queremos deixar claro que nada justifica a eliminação de uma vida. Segundo, seja qual for o motivo do aborto, isso não mudará o fato da eliminação, anulação, assassinato e crueldade incumbida no ato do aborto;

Depois podemos perguntar:



A Mulher é detentora do direito da vida alheia? ou ela considera o que se gera no seu ventre algo inanimado ou parte de seu organismo, ou ainda algo que pode anular, interromper, matar, assassinar covardemente? se o aborto é algo tão normal, porque o estado não autoriza a morte de bêbes ainda na sala do parto? onde se diferença sua vida dentro ou fora da barriga de sua progenitora? é menos vivo dentro do que fora? reage menos a estímulos dentro da barriga do que fora dela? Porque a Sociedade tem que respeitar o Aborto e repugnar o assassinato, qual a diferença? O Estado Tem que apoiar o desejo comum, ou de uma particularidade? porque é crime fazer pirataria, apologia ao crime, sonegar impostos, e não se consideraria o Aborto como tal? porque não mudamos o nome de aborto para genocídio? Porque é crime a "Palmadinha" e não poderia ser o ASSASSINATO de bêbes ainda dentro do ventre? como poderemos como sociedade respeitar a decisão de assassinar o futuro?


Aborto é Crime. O Estado não Pode Apoiar o Crime. A Sociedade não pode respeitar o Crime.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...