Pesquisa personalizada

sábado, 20 de junho de 2009

CÂMARA DE SÃO PAULO CRIARÁ FRENTE EM DEFESA DA VIDA


Imagem


DIREITOS HUMANOS RECEBE MOVIMENTOS
CONTRÁRIOS AO ABORTO

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara ouviu, nesta quinta-feira (18/06), representantes de instituições contrárias ao aborto. O encontro, de luta pelo direito a vida, foi conduzido pelo vereador Gabriel Chalita (PSDB), que mostrou sua intenção em criar uma frente parlamentar a respeito do tema. O debate foi aberto por Hermes Rodrigues Neri, coordenador do Movimento em Defesa da Vida, de Taubaté. Para ele, "o aborto é uma privação ao direito de nascer e de tornar-se pessoa." Neri também citou pesquisa do Ibope, de 2005, em que 97% da população brasileira diz ser contra a legalização do aborto.

Em seguida, Jorge Pereira Júnior, doutor em direito pela USP, com estudos voltados para o estatuto da criança e do adolescente apresentou sua posição a respeito do aborto. Para ele, o "direito da criança começa no ventre, pois ninguém sabe responder corretamente quando é o início da vida do ser humano." O padre Berardo Graz, membro da regional sul da CNBB pelo direito a vida, comentou estudos de universidades italianas sobre os traumas psíquicos em mulheres quando o assunto é aborto relacionado a estupro. De acordo com Graz, "ao retirar um feto advindo de um ato violento como o estupro, a tendência é que seja reforçada psiquicamente a idéia do ato violento, em contrapartida com mulheres que levaram a gestação até o fim e tiveram considerável melhora em
relação ao trauma." Dom José Benedito Simão, bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, mostrou a posição da igreja: "o aborto é um homicídios, pois consideramos que vida humana existe a partir da fecundação." O vereador Gabriel Chalita mostrou intenção em criar uma frente parlamentar em defesa da vida. "A Comissão de Direitos Humanos é um palco que recebe opiniões, olhares e temas diferentes ligados a vida. Eu acredito na vida como direito da pessoa humana, desde o momento de sua concepção, por
isso, até mesmo por questões jurídicas, sou contra o aborto.
Estamos conversando com alguns vereadores para fazer reuniões temáticas com juristas, cientistas, médicos, mulheres e homens para debater este importante tema", comentou. Participaram do encontro os vereadores Juscelino Gadelha (PSDB), Carlos Bezerra Jr (PSDB), Quito Formiga (PR), Goulart (PMDB) e Gabriel Chalita, presidente.
Fonte: Camara.SP

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...