Pesquisa personalizada

terça-feira, 2 de junho de 2009

Quando a resposta é não?



Quem é pai e ama seus filhos, sabe muito bem que nem sempre a resposta para os desejos impulsivos de seus rebentos poderá ser um doce e agradável sim; por vezes o indesejado e incomodo não é o melhor a se dizer para o bem daquela criança.

Bem sabemos (como filhos), que muitas vezes quando em nossa infância, adolescência ou juventude, o quanto nos sentimos frustrados, humilhados, e desprezados por nossos pais, mediante um desejo não realizado, o pedido negado, ou o recebimento de um presente diferente daquilo que pretendíamos possuir.

São momentos de nossa existência que não foram fácil aceitar, porém, hoje já amadurecidos, olhamos os NÃOS de nossa lida passada, e compreendemos o quanto foram importantes para a construção do ser que somos hoje; No Evangelho de Mateus, encontramos algo que parece ofuscar esta experiência comum a todos.

No Capitulo 7 do citado evangelho em seus versículos 7~12, temos nosso bom Mestre falando do direito dado ao seu discípulo de pedir a Deus o que necessita. no verso 7 ele começa: "'Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á." - Parece que Jesus está ditando um modelo mágico que deve ser seguido por todo cristão que 'culminará' no concebimento imediato da parte de Deus para todo aquele que assim o faça, esta ideia é reforçada no verso 8: "Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.";

Contudo nos versículos 9~10,temos um exemplo dado por Jesus que parece com nossa experiência passada como filhos, diz: " E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?" - Ora, Jesus pergunta aos seus ouvintes qual dentre eles que não tenta dar ao filho tudo que lhe pede? qual dentre seu público não sentiria prazer em atender seu filho na sua necessidade? Quanto mais Deus? (vv.11) - falou-lhes o Messias - Este tem o maior prazer em dar aos que lhe pedem toda sorte de bens.

No versículo 11 porém, há um detalhe, Jesus Afirma que estes homens que sentem prazer de atender suas crias, as atende por seu pedido, necessidade ou desejo, se tratar de algo BOM aquela criança (vv.11), logo subentende-se que caso essa criança pedisse algo que aos seus olhos parecesse bom, atraente e vantajoso, mas que na verdade não fosse algo BOM para ela, é óbvio que seus pedido seria negado. O que vemos aqui é muito interessante, e entra em pleno acordo com o que está escrito em Tiago 4:3: "Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites" Nesta epístola encontramos um exortação, e o motivo? Orações não respondidas por causa dos Motivos Egoístas (vv.1). Tiago fala que as contendas e guerras entre os membros da igreja se davam por que cada um preocupava-se com seus próprios interesses e prazeres (vv.2).

Deus resiste aos orgulhosos, soberbos, porém dá graça aos humildes (vv.4), para que não sejamos rejeitados por Deus, Tiago aconselha a SUJEITAR-SE e CHEGAR-SE, a Deus (vv.7, 8), que os pecadores LAVEM AS MÃOS, e os que andam dubiamente devem PURIFICAR O CORAÇÃO (vv.8), além disso, há mais algumas coisas: AFLIGIR-SE, PRANTEAR, CHORAR, CONVERTER CARNAL SATISFAÇÃO EM VERGONHA (vv.9), pois só o que se humilha alcança do Senhor exaltação (vv.10).

O Senhor Eterno tem o prazer de responder sua oração, porém nem sempre Ele lhe dirá sim, pois deseja o seu Bem e trabalha para que você resplandeça sua glória. Encare o não como zelo da parte do Senhor para com sua vida; antes de questionar o não de Deus, questione primeiro sua intenção, vida, e comunhão com os irmãos. Não permita-se enganar pelas ondas de triunfalismo, antes reconheça sempre que estamos na posição de servo, e que o Senhor Deus só nos dará aquilo que é Bom, quando assim souber-mos pedir Bem!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...