Pesquisa personalizada

domingo, 27 de dezembro de 2009

Perfume de Cristo e o Odor de outro Evangelho

Porque nós não somos, como muitos falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus, na presença de Deus.

(II Co 2: 14~17)


Paulo, servo do Senhor Jesus Cristo, começa a mostrar aos crentes em corinto o carater de seu ministério; em princípio mostra que a glória do seu ministério está em Deus, através de Jesus Cristo, oportunidade que faz questão de mostrar que o trinufo da vida do Cristão é exalar Cristo, que é o Conhecimento de Deus, este é o bom perfume do Cristão. Este sim é o verdadeiro triunfo do cristão de qualquer época, contrastando incisivamente com o conceito atual de triunfo na fé.


O Atual conceito de triunfo cristão, é chamado por Tiago de animal, terreno e diabólico, por ser meros principios invejosos e facciosos (Tg 3: 15ss). esta é a base da sabedoria humana. voltando-nos novamente para a sabedoria e o conhecimento de Deus, notamos que não há inveja nem facção, antes o cheiro agradável de Cristo, exalado pelo cristão para Deus; Este cheiro faz com que Paulo e seus companheiros (Silvano e Timóteo) dêem-se pelas vidas, tarnando-se cooperadores em tudo, produzindo cheiro de vida para vida e cheiro de morte para a morte, conforme a recepção que a palavra do Senhor tem sofridop por quem a recebe (vv.16).


Paulo fazia a obra ministérial não por ambição no que poderia ganhar, mas por amor e a vontade de ver manifesto nas vidas por ele alcançadas, a Glória o cheiro e a assinatura de Cristo, assim como no seu viver havia (II Co 1: 12,14, 19, 21, 24; 3: 2~3). Concordando com Paulo, Tiago afirma que: ... A sabedoria que vem do Alto é primeiramente pura, pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia, de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia (Tg 3:17). Essa sabedoria deve ser o nosso Perfume para Deus, é o bom Cheiro de Cristo para agradar ao Pai; Esse conhecimento - Cristo - que exalamos quando pregamos sua palavra, é imparcial, produzindovida para os que crêem e morte para os que rejeitam. Muito se prega hoje um evangelho tolerante e sem julgamento, porém, o evangelho de Cristo é Juízo e Justiça em Amor (Mc 16: 16). É certo que Deus não enviou Cristo para condenar, mas à salvar (Jo 3: 17) por amor e por soberania. não há perfeição em nossas vidaspara que mereçamos este amor, mas a soberania e o amor de Deus nos elege e decreta na eternidade para sermos nEle Santos e Irrepreensíveis (Rm 8: 29~30; Ef 1: 4~5; 5: 27), ao contrário já estamos condenados, onde se torna irreversível no julgamento e fim de todas as coisas. só dessa forma, sendo santos e fazendoa vontade de Deus, conseguiremos exalar o Bom Cheiro de Cristo, Pregando o seu avangelho - Cristo Ressucitado - com sinceridade, sem mistura ou parcialidade, como concorda Tiago já citado acima. Se não pregarmos cristop de ssa forma, seremos meros FALSIFICADORES da Palavra de Deus, que não são poucos os que assim se configuram; a atualidade da pregação de Paulo, mostra-nos o quanto há de Deus em suas palavras. Somos envergonhados atualmente por homens que se tornaram verdadeiros ícones de opróbrio para oa que de EVANGELHO, uma mistura de orgulho, cobiça, inveja, emulações e facções. Moldam o Evangelho eterno à sua conveniência, deixando de exalar o Cheiro de cristo, não agradando a Deus.


Para estes, o evangelho não tem mais a característica de salvação, agora as Boas Novas é flexivel, versátil, nem salva nem condena, aceita todos e despreza a Deus, pois o objetivo não é mais moldar o carater do pecador à Cristo, mas de Moldar Cristo à viontade e necessidade deste Pecador.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...