Pesquisa personalizada

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Deus é quem dá o crescimento!


Quanta confusão! Quantos ainda não entendem a gloriosa tarefa que a igreja tende a desempenhar!

Ouvi certa vez um irmão comentar: "Deveríamos converter pelo menos uma alma para Jesus por semana!" - Nada mais equivocado! quem converte a alma do pecador é o Espírito de Deus, convencendo-o da Justiça do Pecado e do juízo (João 16:8).

Não afirmo porém que atrelados a isto, devamos repousar nossas armas ao chão e relaxar posição frente a função que desenvolvemos, pelo contrário, como COOPERADORES que somos devemos ir mais além na divulgação das novas de paz de nosso Deus, pois foi para isto que fomos convocados: para sermos semeadores, porém sabendo que o crescimento da semente é obra única e exclusiva do Senhor nosso Deus (1 Coríntios 3:6).

Entretanto, por vivermos num mundo imediatista, onde tudo tende a ser tipo caldo-de-cana, sofremos influências ideológicas que estipulam resultados imediatos como sendo' o' verdadeiro sinal do mover de Deus na pregação de sua Palavra... precisamos recorrer ao texto sagrado. lembro que nos evangelhos está escrito que muitos virão no dia o juízo dizer ao Todo Poderoso que expulsou demônio, falou línguas sobrenaturais, que curou, etc, etc. A Resposta do Senhor naquele dia será que não conhece o que pratica iniquidade! (Mateus 7:21~24). Resultado não é indicador verdadeiro de aprovação (já cantava o grupo Logus!), não temos que estar preocupados em juntar pontos bomclube, nosso prêmio será pago pelo Senhor não pela quantidade de almas que convertemos, mas pelo fator OBEDIÊNCIA, que teremos diante da sua Palavra.

Prega a Palavra. Não importa que seja oportuno ou inoportuno, fácil ou difícil, aceito ou rejeitado, nossa missão é pregar este evangelho que liberta e cura qualquer alma, trazendo verdadeiro saciamento à sede que o homem nutre por Deus (2 Timóteo 4:2 Marcos 16:15).

Por não mais estar sendo pregado este evangelho de modo puro, somos tristes testemunhas de uma bizarra realidade: A ausência de milagres (sinais). Quando nos voltamos para a igreja primitiva, veremos que o suor dos apóstolos era o milagre! eles exalavam isto, porque seu alimento era a Palavra que cura, salva e liberta o homem pecador. Sem esta palavra não há arrependimento, pois não há o conhecimento do sangue derramado, nem tampouco remissão de pecados; por não estar sendo pregado o evangelho conforme está escrito, os sinais não aparecem, pois estes são consequências da exposição da mensagem do evangelho (ver Mc 16:20).

Não há Conversões, milagres, não há perdão - e sem o perdão nunca haverá cura! A única solução é nos voltarmos para os pilares da nossa fé - perseverar na doutrina dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão, e nas orações (Atos dos Apóstolos 2:42) - Deixando para traz todo embaraço e banir todo vento de doutrina arbitrária ao que está promulgado na Palavra que Salva.

Essa é o nosso Oficio Real.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...