Pesquisa personalizada

sábado, 24 de abril de 2010

Homossesualismo X Direitos Constituídos


"O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete”
Aristóteles

Com esta memorável frase, o distinto Srº William De Lucca Martinez, escreve um artigo em defesa da PL 122/2006, na página Pega no meu Blog que em resumo serve para criminalisar a homofobia. Jornalista e declarado homossexual, o Sr. William tenta entre outras coisas mostrar a maravilha do texto que ele mesmo chama de Claro, Conciso e Objetivo. Com o argumento que a comunidade Gay está inserida na sociedade como qualquer outra (o que não é mentira), porém teima em afirmar que o projeto deLei que altera o texto da Lei nº 7.716, não foi criado para beneficiar a categoria GLS, ... Como não?

Podemos ser considerados limitados e retrógados por não aceitarmos tais mudanças, porém não compreendemos como uma lei que está sendo criada com o intuito de INSERIR num texto já existente uma "nova" categoria, não visa beneficiála... Como podemos aceitar que, haja um direito homo que interfira no direito não so hetero, mas no direito de toda sociedade? A camuflagem a esta real intenção de BENEFÍCIO da classe Homossexual, é observada no próprio texto do jornalista, que afirma que "SE aprovada a modificação, a lei ganha o texto ‘orientação sexual e identidade de gênero’ como complemento", e ainda tem declarada sua verdadeira intenção no artigo 8º, onde afirma diretamente que “proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãos”. Como pode ficar claro o não favorecimento dessa classe, quando é citada em um artigo específico à ela, em revelia de todo um contexto sociológico, cultural, religioso e político, que está sendo posto de lado para atender a as aspirações deste?

Com isso Perguntamos ao autor do artigo se o Texto da PL 122/2006 é de fato tão Claro, Conciso e Objetivo como afirma? como podemos acreditar na integridade intencional do SEU TEXTO, quando afirma que "a lei não cria artifícios para beneficiar apenas os gays, mas para dar mais garantias de defesa de seus direitos para toda a sociedade, da qual a comunidade gay está inserida", quando a sociedade já possui seus direitos constituídos? Se o Gay já um fato social aceito, porque precisaríamos então de uma alinea que o definisse como mais uma FATIA da sociedade? São perguntas que acreditamos não serem respondidas sem uma pitada de partidarísmo ou sentimento faccioso dos que assim se assumem.

Outro fator comentado no artigo Afinal, o que diz a lei contra a Homofobia? é a ameaça da Liberdade de Expressão. Enfáticamente afirmando que não há perigo nem ameaça a esta garantia básica, pois "a PL 122 apenas torna crime atos VIOLENTOS contra a moral e honra de homossexuais", entretanto, o que a lei define como Violência a Moral e Honra Homossexual? isto é um piso instável, já que o direito não julga a letra seca da Lei, mas observa todo um âmbito Jurídico, Social e Emotivo, é o que se chama de Complexidade do Direito, o que exime a simplicidade interpretativa de uma lei, ou caso jurídico. Logo, se um homossexual sente-se VIOLENTAMENTE AGREDIDO por um pastor ou padre que no púlpito cite seu Estilo de Vida como Errado, Deplorável, ou usar simplesmente o termo bíblico "Abominável, Inescrupuloso", etc., sem dúvida haverá problemas para o que afirmou tais expressões! Outro fator que merece observação é a questão da insatisafação sexual do homossexual "se há homossexuais descontentes com sua orientação sexual, eles devem procurar um jeito de ser felizes, ou aceitando sua sexualidade ou tentando outro caminho, como a igreja, por exemplo", esta sem dúvida foi a afirmação mais infeliz do querido Jornalista, pois, SE UM PSICÓLOGO CRISTÃO resolver ajudar PROFISSIONALMENTE um Homossexual, estará sem dúvidas colocando sua profissão em risco (Vejam alguns Links Net Gospel BotaDentro Gente sem Futuro Pai Legal - Sexo e Sexualidade Blog Shalom), pois a sociedade Internacional de Psicologia já proibe a AJUDA deste tipo a Homossexuais que assm desejem. O que diremos de um Sacerdote Cristão? se um profissional que lida com esta problemática acha-se Proibido, quanto mais Sacerdotes que são considerados "Divulgadores de Mitos"! Acho que o Nobre ornalista esta usando de má fé no seu artigo, e assim comprometendo uma boa relação com seus leitores que indiretamente chama-os de Afirmadores do Sim ao Homossexualismo, que na definição de Aristóteles, não passam de ignorantes. Seremos todos Presos! poi a Bíblia manda arrepender-se! Deus é o Inspirador das Escrituras (2 Timóteo 3:16) e se em seu texto (1 Coríntios 6:10 Levítico 18:22 II Pe 2: 6~8) "mandar regenerar-se é uma violência", estamos todos fadados à uma MORDAÇA COR-DE-ROSA! pois Não podemos nos calar em favor de um Grupo Imperialista e Faccioso, que de forma preconceituosa transforma nossa fé em FANATISMO e o nosso Deus em Mitologia.

A PL 122/2006 É contra a Liberdade de Expressão e ao invés de Incluir, Exclui, pois nos excluirá o direito de Cultuar e falar Livremente da Bendita Palavra do Nosso Deus!

3 comentários:

eva disse...

Olá, Graça e Paz, aqui é a filha da professora Cacília, novamente!
Quero lhe parabenizar pelo blog, a cada nova potagem vc se supera...
Minha mãe gostaria de saber se vc faz passagem de vídeo (VHS) para DVD, e quanto custa...
Tem umas 30 fitas (VHS) para serem passadas pra DVD!
Qualquer coisa, entre em contato pelo meu orkut ou pelo twitter...
Abraços,
Deus abênçoe...

Daniel Prestes - Danpotski disse...

Ok, vc diz em seu texto que não haveria necessidade de uma lei que criminalize um ato de homofobia, vc acha o mesmo em relação ao preconceito contra negros?

João Batista Gregório Jr. disse...

Estimado Daniel,

Paz do Eterno!

O que é homofobia?

Segundo a Wikipédia: A homofobia (homo= igual, fobia=do Grego φόβος "medo"), é um termo utilizado para identificar o "ódio", a "aversão" ou a discriminação de uma pessoa contra homossexuais e, consequentemente, contra a homossexualidade, e que "pode incluir" formas sutis, silenciosas e insidiosas de preconceito e discriminação contra homossexuais.

Se esta é definição mais certa, podemos declarar que Crer na Bíblia, é ser homofóbico. E se o leitor da Bíblia, que passa a adotá-la como regra de fé e prática pensar em falar do que lá está escrito, inclusive o conceito sobre a homossexualidade do Deus nela ensinado, este cidadão será considerado um fora da Lei? teremos que fracionar a Bíblia a ponto de declará-la como leitura HOMOFÓBICA, ou leitura proibida? como se enquadraria a Liberdade de expressão? Embora esta seja legal, mediante a PL da HOMOFOBIA, passará a ser ilegal...

" É permitida a liberdade de pensamento, sendo vedado o anonimato"...

Como poderemos ter este direito garantido se somos ameaçados mediante uma lei sectarista?

Como podemos comparar uma raça cujo indivíduos nascem nela involuntariamente, adquirindo suas características, CIENTIFICAMENTE atestados como membros pertencentes à classe de negros, índios ou brancos, com um grupo improvável de possuidores de uma característica genética única, quando na realidade o DNA desmente toda tentativa de transmutação PROPOSITADA e VOLUNTÁRIA destes membros, em querer forçar não só a natureza mas a sociedade em que estão inseridos a a aceitação de um ato, de um modo de vida POR ELES ADOTADOS...

O Negro, Branco ou Índio não estão defendidos por algo que escolheram, mas por algo que são. Não posso aceitar todos os modus vivendis como correto, moral e justo, assim teríamos que aturar o militarismo, nazismo, e outros seguimentos como algo normal, bom e tolerável, quando na realidade tais conceitos de vida nos remetem a uma convivência interferida por senhores externos e contrários ao natural humano.

Você escolhe ser Gay, mas não escolhe ser Negro, Branco ou Índio. Você pode estar pobre, mas é decisão sua e depende mais de você do que qualquer interferência externa que possa pressiona-lo para baixo; Você pode ser curado da Cleptomania, mas a cura depende mais de você do que qualquer profissional que possa tentar ajudá-lo;

Ser é uma imposição. Escolha é um direito que decide sua vida. você não muda o que é, mas o caminho que você decide tomar, muda por completo o seu destino.

Não podemos conquistar o direito legitimo pela ilegitimidade.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...