Pesquisa personalizada

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Deus e seus filhos drogados

http://1.bp.blogspot.com/_u98QfMvtwto/TDJ7XBOYCGI/AAAAAAAAAA4/kSkwScv36FU/s1600/fumar.jpg
Imagem


Recentemente conversava com um amigo do trabalho, e mediante o assunto debatido, este questionou o conceito que geralmente o cristianismo rabisca sobre Deus e seu ralacionamento com o homem.

A conversa se desenrolava sobre o amor de Deus para com a humanidade, e para compreender isso esse colega tentou fazer um comparativo com o amor de um pai para com um filho, a fim de compreender o amor de Deus para com o homem. Segundo o amigo, se o homem que é falho, cheio de defeito e limitações ama o seu filho, e que este amor é capaz de fazê-lo cometer loucuras para o bem estar de sua criança, além de que este amor nunca faltará, como é possível, perguntou ele, que Deus deixaria de amar o homem, condenando-o ao fogo do Inferno?


De imediato lembrei-me da aflição dos pais de nossa sociedade que testemunham seus filhos se acabando no vício das drogas, do que estão capazes de perder para libertar e resgatar suas crias das garras deste diabólico mundo drogado, então respondi:

"A relação de Deus para com a humanidade, é a mesma de um pai com um filho preso ao vicio das drogas; O amor de Deus não mudou em relação ao homem, nem é Deus que joga este no inferno, o homem está perdido em sua desobediência e por mais que Deus ame o homem pecador, assim como o pai ama seu filho preso às drogas, e por tudo que Deus tenha feito, como entregar sua própria vida na cruz do calvário para o resgate daqueles que têem fé no nome do seu filho, a vida de sua criatura só será arrancada das garra do pecado, aqui repressentado pelas drogas, se este filho viciado decidir lutar pelo que o pai fez para ajudá-lo sair de sua situação de perdição e morte". 

Diante da resposta, houve reflexão e a partir de então compreendeu-se o que João quiz falar quando disse que Deus amou no mundo de tal maneira, que entregou seu único filho, para todo aquele que nele Crer, não morra, mas tenha a vida eterna; Este Jesus não veio para condenar o mundo, m,as para que o mundo fosse salvo por Ele (Jo 3: 16~17); Só um pai que possua seu filho preso a qualquer vício sabe o significado do que está sendo dito. Deus entregou-se por amor, morreu por amor, ressucitou por amor, entretanto, seus filhos só experimentaram a força deste amor se crerem que tudo isto foi feito para perdão do seu erro, do caminho que tomaram desviado do alvo que o Pai traçou para a humanidade na eternidade.

O Amor de Deus supera o ódio, Deus em si é amor. O inferno não foi criado para o homem, porém Deus espera que seus filhos entendam e creiam que Ele é galardoador daqueles que o buscam, e salva todo aquele que a ele se achegar (Mateus 25:41 João 6:37 Hebreus 11:6), Deus busca arrependidos, e está de Braços abertos a todos os que a Ele se entregar.

Um comentário:

Luciano Zamboni disse...

Irmão em Cristo, a Paz!
A própria Palavra diz que Deus não tem prazer na morte do ímpio.

Que permaneçamos sempre na fé!

Graça e Paz!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...