Pesquisa personalizada

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Davi discriminava Cegos e Coxos?

http://3.bp.blogspot.com/_b_t3_Jp8txQ/S_qWISvtkeI/AAAAAAAAAFI/cloE0O44mRQ/s1600/excluido-284.jpg
Imagem
Ontem (19/07/2011), fui solicitado para um eclarecimento sobre a passagem Bíblica de II Samuel 5: 6 ao 8 e II Samuel 9: 2 ao 13, onde e passa a história da conquista de Jerusalém (Antiga Jebus) e a beneficência do Rei Davi para com Mefiboset, de seu amigo falecido Jonas.
No Questionamento, foi-me entregue três perguntas:
  • Uma Explicação: Há contradição na revogação do Rei;
  • Se a Palavra do Rei Davi voltou atraz?
  • Se Davi era um homem segundo o coração de Deus, o porque dele ter dado a sentença encontrada em II Sm 5: 6 ao 8?
Para conpreendermos as Dúvidas acima, vale dizer que, a leitura efetuada pelo solicitante fora feita isolada de um contexto importantíssimo, que pode muito bem por si explicar as expressões usadas pelo home segundo o Coração de Deus; É importante também definirmos que não há dúvidas sobre legitimidade da ordem real de matar os Jebuseus e invadir a cidade, mas uma imcompreensão sobre quem seriam estes cegos e coxos, e se há uma contradição entre odiar tais cegos e coxos, e depois acolher um coxo de ambas as pernas na Corte.  

Pois bem, vamos a compreensão dos versículos que cuidam destas passagens
II Sm 5

vv. 6 - Os Jebuseus menosprezaram o Rei Davi, afirmando que ele não seria capaz de enfrentar nem os cegos e coxos de que existissem na cidade. O próprio versículo afirma que não havia a possibilidade de Davi tomar a cidade.

vv.8 - Davi dá instruções para vencer os jebuseus, referindo-se a estes com o mesmo termo que usaram para se referirem ao Rei. Com isso o Rei afirma que eles é que seriam como cegos e aleijados diante do povo de Deus. Davi não odiou os Cegos e Coxos, mas os Jebuseus que de certa forma o chamaram de de incapaz, a estes davi definiu "como"  cegos e coxos, ou seja incapazes diante da força do Povo de Deus. Este é o motivo do ditado: "...Nem cego nem coxo (isto é os Jebuseus) entrará nesta casa (no Palácio conquistado)". no versículo anterios (vv. 7), Jebus (Jerusalém) é conquistada e torna-se a Cidade de Davi, a Capital escolhida.

Em 1028 a.C, o Rei Davi, conforme descrito em II Sm 5: 6 ao 7, conquista a cidade de Jebus (como era anteriormente conhecida - Jz 19:10).

Embora leiamos que o Rei Davi manda matar os cegos e coxos, em nenhum momento existe uma discriminação do homem segundo o coração de Deus, pois o termo usado pelo Rei fora para referir-se aos Jebuseus, que o menosprezaram e hostilizaram, considerando-o menos capaz que uma pessoa com deficiência motora ou visual (vv.8).

Vendo-se portanto desafiado e desdenhado pelos inimigos, Davi usou o mesmo termo de humilhação para com estes, considerando-os da mesma forma: como se fossem cegos e coxos, incapazes de resistir ao Rei, o que nos leva a não interpretar  a sentença Real como discriminatória, mas como uma rejeição a prepotência do inimigo.

II Sm 9: 2 ao13

vv.2 - Davi fica sabendo através do servo da casa de Saul, Ziba, que ainda havia descendentes do antigo Rei, mais especificamente filho de Jônatas, por quem tinha grande apreço (I Sm 18: 1~4; 20: 1~23, 35~43; II Sm 1: 4~12, 17~27; 9: 1).
vv.3 - Davi passa a ser cônscio do estado físico deste descendente de Jônatas, bem como seu localização específica donde habitava (vv.4)
vv.5 - O rei manda trazê-lo e lhe nomeia na Corte (vv.6 ~13).

Em 1025 a.C, o filho de Jõnatas sofre um acidente  que o deixa aleijado (II Sm 4:4), este menino era chamado Mefibosete, ou Meribe-Baal, conforme encontramos em I Cr 8: 34 e 9:40. Sobre o Nome Meribe-Baal, neste caso não faz alusão ao Ídolo Baal, mas ao próprio Deus, pois significa Mestre ou Senhor, posteriormente passou a ser usado o termo hebraico Boshet (vergonha) como um tipo de eufemismo para a palavra Baal (Bíblia Anotada Expandida, pág, 398, 399, Editora Mundo Cristão e SBB). O nome Mefibosete significa "Vergonha destruidora", muitos o interpretam como "Exterminador da vergonha", acreditamos que o primeiro significado possui mais propriedade.

Este descendente real morava em Lo-Debar, o Rei mandou buscá-lo devido sua lealdade com o falecido Jônatas (I Sm 20: 42), restituindo-lhe tudo que pertencia à família de Saul.

Concluimos assim:
  • Uma Explicação: Há contradição na revogação do Rei;
R - Não há contradição em II Samuel, nem há revogação da determinação (Palavra) do Rei; o fato de ter acolhido um coxo (Mefibosete), é uma comprovação de sua total aceitação de pessoas com limitações, portanto, mostra-se sem preconceito.
  • Se a Palavra do Rei Davi voltou atraz?
R - A Palavra do Rei não voltou atraz, antes fora executada e bem sucedida.
  • Se Davi era um homem segundo o coração de Deus, o porque dele ter dado a sentença encontrada em II Sm 5: 6 ao 8?
R - O fato de Davi ser um homem segundo o coração de Deus, não permitia ser um rei com acepção. O que aconteceu em II Sm 5: 6~8, fora uma resposta de Davi à prepotência dos Jebuseus que primeiro consideraram davi menos habilidoso e incapaz que uma pessoa com deficiência, por isso "refere-se aos" Jebuseus "como" Coxos e Cegos, e não odeia específicamente os deficientes, mas os Jebuseus em si.

Isso é revelado no próprio versículo 8 do capítulo 5, onde fala que "devido a ordem do Rei de ferir os cegos e coxos a quem odeia" (isto é, os Jebuseus), Não entrará nehum desses na casa. Cegos e Coxos neste contexto, se refere aos próprios Jebuseus, e não aos seus deficientes apenas; A Palavra "casa" também é traduzida por "palácio", o que nos remete ao entendimento que não se refere ao Templo (Casa de Deus), mas a Cidade de Davi (vv.9).

Assim como Davi não ceitou a ofensa de Golias (I Sm 17:4~11, 22~26, 31~32), do mesmo modo não aceitara a ofensa dos Jebuseus, pois não se tratava de ofensa pessoal ao Rei, mas direconada ao povoque Deus escolhera para possuir a terra (II Sm 5: 6).    

http://4.bp.blogspot.com/_Cb7SBOm3d4M/S9sEGjT43uI/AAAAAAAABpA/vX0pMGAd6DY/s1600/mefibosete.jpg
Imagem

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...