Pesquisa personalizada

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Pensar, escrever, esperar.

Imagem

Linha após linha eu escrevo. Isso me ajuda a pensar, a viver, a sentir, a sonhar, a chorar, a ser o que sou de fato. Tenho mais coragem para escrever o que penso, do que dizer aquilo que acho; preciso ser lido mais que ouvido, Interpretado, muito mais que julgado.

Talvez falemos algumas verdades, sejam elas desoladoras, ou irrelevantes, porém, o que escrevemos, por mais que seja lido, depois de muito tempo, estará alí para ser reinterpretado, ou quem sabe, mesmo depois de anos de seu registro, estará para ser descoberto por outra mente que busque um pensamento jogado ao vento. As palavras são eternas.

Nem tudo que penso posso escrever, mas o que assim externo, é um pouco do meu mundo, de minha história, de minhas dores, de minhas felicidades, de minhas tristezas... quem mais precisa saber delas? para quem mais interessa todo meu mini mundo? é quando descobrimos que há pessoas como nós, que não estamos sozinhos em nossos devaneios, somos parte de um algo maior, de uma rede viva e em movimento, pensamos, logo existimos! existimos sim! para aqueles que nos leem, que nos interpretam, que nos julgam, que nos imaginam, pois nem todos que nos leem sabem o que somos, como somos, o que fazemos, apenas sabem naquele momento um pouco do que pensamos, mas que pode expressar tudo o que são e ser tudo o que procuram... mas notem: são apenas palavras!

Letras digitadas ordenadamente de forma a comunicar um abstrato antes escondido em uma mente, agora concorre a oráculo de olhos curiosos e interessados, que se apaixonam, ou repudiam o que entendem daquele emaranhado de símbolos, nem sempre elaborados para paixão ou revolta, mas simplesmente pelo simples ato de pensar.

Mas, até onde saber que o que se pensou é verdade daquilo que foi entendido da escrita encontrada? Será que a paixão pelo verso não poderia ser o ódio se interpretado de forma correta? ou quem sabe, se o ódio pela ideologia escrita, não poderia tornar-se o início do sentimento puro do amor, se o que aquele que ama tivesse entendido tudo que houvesse lido de modo equivocado? nunca saberemos! O amar e o odiar, estão na mente dos leitores,  nada pode ser mais secreto, até para aqueles que desenvolverão tais sentimentos, que o que irá fazê-los amar ou odiar, abraçar ou rejeitar, linhas como essas que apenas nos dispomos a externar.

Imagem

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...