Pesquisa personalizada

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Mórmon





Um Breve histórico:



Em 1820, um Jovem Chamado Joseph Smith, preocupado com divergências entre Igrejas evangélicas de sua época, retirou-se a um bosque perto de sua casa, e orou pedindo a Deus que lhe revelasse qual igreja deveria seguir, quando neste dado momento apareceu-lhe O Pai e o Filho (Jo 1:18 Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.), dizendo-lhe que não fizesse parte de nenhuma, pois estas estariam apostatadas da fé, a igreja verdadeira não estava sobre a terra; Segundo os ensinamentos mormonista, esta seria a hora da obra maravilhosa e o assombro que Deus prometera pelo profeta Isaias no Cap. 29:14, seria a Restauração do Evangelho verdadeiro de Jesus Cristo, em outra visão, já em 1823, recebeu a visita do Anjo Morôni, do qual recebeu as Placas de Ouro do Povo de Nefi, escritas por Mórmon;


Agora já restaurado o evangelho de Jesus Cristo, seria concedido ao homem, primordialmente a Joseph Smith e seu companheiro Oliver Cowdery, a restauração da Autoridade; segundo ensinamentos dos mórmons, em 1829, João Batista (Apóstolo), ordenou a estes o Sacerdócio Aarônico (Doutrinas e Convênios 13, Pág. 24), então Pedro, Tiago e João concederam a ambos o Sacerdócio de Melquisedeque (Doutrinas e Convênios 27, Pág. 47), e as Chaves do Reino de Deus. Mais tarde foram restauradas Chaves Adicionais do Sacerdócio entregues diretamente por mensageiros celestiais como Moisés e Elias (Doutrina e Convênios 110, Pág 240), a partir daí (afirmam os escritos sagrados e manuais do mormonismo), o sacerdócio foi devolvido a terra, depois desta através desta restauração. Em 06 de Abril de 1830, O Profeta Moderno inaugurou o movimento com mais cinco amigos, intitulando-a como Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos Dias; O nome se justifica, segundo seus adeptos, por ela possuir as mesmas características da verdadeira igreja de Cristo, e Jesus é o seu cabeça. (Princípio do Evangelho, Pág. 104~106)



III. TEOLOGIA MORMONISTA

1.Conceito mormonista da divindade:
São Politeístas – Na Epístola de Abraão, que se encontra no Livro “Pérolas de Grande Valor”, a expressão Deuses, é usada ao longo do Capítulo 4, sobre o relato da criação do mundo; os mórmons apresentam dificuldade para compreender a natureza de Deus. Afirmam que Deus é um homem glorificado (D&C 130:22; P.E Pág. 06), com o corpo tangível como o nosso (Só que glorificado), e possui um espírito eterno dentro do seu corpo; acerca de Jesus Cristo, eles afirmam que este era conhecido como Jeová no antigo testamento, e que o Espírito Santo é um Personagem de Espírito, ou seja, não possui corpo, para que possa habitar em nós, só que no versículo seguinte, afirmam que o Espírito Santo não habita no homem, contradizendo sua afirmação anterior (D&C 130:22, 23).Deus é um só (Dt 6:4 - Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR.), é Espírito (Jo 4: 24 - Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.) e portanto, não possui um corpo (Lc 4:39 - Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e verificai, porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.) e não é, e nunca foi homem (Os 11:9 - Não executarei o furor da minha ira; não tornarei para destruir a Efraim, porque eu sou Deus e não homem, o Santo no meio de ti; não voltarei em ira. Gn 21:33 - Plantou Abraão tamargueiras em Bereba e invocou ali o nome do SENHOR, Deus Eterno.). DEUS SEMPRE FOI DEUS! Aleluia!






3.O Outro Jesus:
a) Poligamia de Cristo – O Filme mais polêmico acerca da vida Cristo na atualidade é A Última Tentação de Cristo, que tem seus direitos reservados a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Este filme, de forma direta atinge a vida de Cristo revelada nos Evangelhos sinóticos e no Evangelho de João, o que tem em sua polêmica, uma fraqueza anormal da pessoa de Cristo ao gênero feminino; Apesar do filme apoiar idéias polígamas e duvidosas sobre nosso Salvador, na literatura mórmon, não encontramos indícios dessas teses, existem deturpações claras sobre o conceito de casamento;
b) outro ponto abordado na Lição é de que Cristo Não nascera de uma virgem e que foi gerado por pai humano, mas de acordo com o livro Princípio do Evangelho, um tipo de Manual para discipuladores Mórmons, Jesus teria nascido de uma virgem e que foi gerado pelo Deus Pai (P.E. Pág. 54 e 57);
c) Podemos confirmar o ensinamento destes sobre o Salvador onde afirmam que Jesus seria Irmão de Satanás, sendo o primeiro o Irmão mais velho, que teria se prontificado após uma indagação do Pai “a quem enviarei?”, Lúcifer por sua vez também se prontificou, porém Deus escolheu o primeiro Filho (Ver P.E. Pág. 16 e Abraão 27~28; Moisés 4:1vv), o que teria feito Lúcifer ficar com raiva e se rebelado contra Deus.






IV. OUTRAS CRENÇAS E PRÁTICAS.

3. Outras Crenças e Práticas:
O Batismo pelos Mortos – Prática mormonista, onde se pesquisa a genealogia familiar do indivíduo, a fim de salvar antepassados que não aceitarão o Evangelho, para eles é a missão da igreja de REDIMIR OS MORTOS. Processa-se da seguinte forma:
1.O indivíduo busca o nome, data e local de nascimento do ancestral, até a 4ª Geração (do indivíduo até seus bisavós), só depois pode-se pesquisar nomes de ancestrais mais longínquos o Departamento de história da família orienta o membro como proceder;
2.Com os nomes identificados, deverão ser submetidos as autoridades sacerdotais apropriadas;
3.Depois que o indivíduo se batizará em nome de seus entes, nos templos mórmons.

A resposta bíblica para esta bizarra experiência, é a passagem encontrada em 1Tm 1:4 nem se preocupassem com fábulas e genealogias intermináveis, as quais antes provocam discussões que dispensação de Deus, que se funda na fé; assim o faço agora.1CO 15:29 Doutra maneira, que farão os que se batizam por causa dos mortos? Se, absolutamente, os mortos não ressuscitam, por que se batizam por causa deles? - alguns crentes em Corinto, pregavam o batismo pelos mortos, a fim de reencontrar parentes na vida futura, pois, segundo estes falsos mestres, essa seria a única forma destes ressuscitarem no ultimo dia. Paulo refuta estes ensinamentos nos Versículos 35~37, mostrando na figura de uma semente que é necessário que esta morra para se tornar verdadeiramente viva; fica evidenciado através desta passagem que esta prática é de natureza anterior as práticas mormonista, e tem natureza contrária a do evangelho de Paulo, que é o evangelho de Jesus Cristo.

2 comentários:

Pãmela Barbosa disse...

Nossa... Vc é o rei da palavra! Bom... eu sou mormón, e testifico a vc que a autoridade de Deus está entre nós, mas infelizmente vc não a possue, os escritos mormón são revelados e transcritos por revelação, A nossa unidade é movida por revelação asim como nos tempos antigos, não somos confusos, temos a dutrina na ponta da língua, ao contrário de estudiosos ou comentaristas como vcs, que interpretam a biblía da formae que lhes for conveniente. Vc sabia que o espiríto Santo tstifica a verdade de todas as coisas? então... na hora que vc critica algum príncipio ou ordenança mormón, vc procura mesmo o espiríto de Deus, em fervorosa oração, tendo um coração sincero e real intenção? Pergunta a Deus se essas coisas estão mesmo erradas? Ou faz como muitos outros que acham que são sábios o bastante: Lêem com os olhos dos homens e não com o coraçãod e Deus. Assim, esse jeito, meu irmão, vc nunca vai encontrar seu propósito! Eu sou muito feliz e orarei por vc!

João Batista Gregório Jr. disse...

Não nos consideramos majestades da palavra, de igual modo, não nos despojamos da autoridade de IGREJA; antes de direcionar-me a Deus para comprovar suas doutrinas, você deveria procuarar saber se há algum engano no que falamos.

Cremos na Bíblia e esta fala-nos que OUTRO EVANGELHO é de procedencia maldita, e nada que é maldito provém de Deus! (Galatas 1: 8-9), Quem prega coisas malditas, tentam deturpar o evangelho de Cristo que foi feito com sangue de muitos profetas e cristãos para o nosso favor. por que perguntar a Deus? Se Ele já revelou a palavra? tivemos oportunidades de ter contatos com muitos mórmons, e testificamos que são sinceros em sua fé, porém igênuos quanto a fontes de Inspiração, preferimos a Bíblia, que é a INERRANTE palavra de Deus, e não um OUtro testamento deixado por um anjo (?);

Não Exitse outro evangelho (1: 7) mas a palavra de Deus dura para Sempre!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...