Pesquisa personalizada

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Profetas, existem eles ainda hoje? - Parte III


http://2.bp.blogspot.com/_VvumWzwaISQ/SllDZbUJpKI/AAAAAAAAACI/vUhhdP5tfoo/s400/OLEIRO.jpg 

A escolha do profeta

Um profeta não escolhia ser um profeta, havia um pré-requisito para isso, esse deveria ser escolhido por Deus. É bem verdade que não encontraremos as referências bíblicas que mostram o chamado de todos os profetas descritos na Bíblia, porém encontramos a descrição do chamado de Abraão (Gênesis 12.1), Moisés (Ex 3.2), Jeremias (Jr 1.4) e outros poucos. Esses registros deixam evidente sobre a escolha única e pessoal de Deus a respeito desses homens e mulheres que se tornaram verdadeiros instrumentos de Deus na luta contra a imoralidade e degradação espiritual do povo de Israel.

Tipos de profetas
Há na Bíblia basicamente dois tipos de profetas: os que apenas “falaram” a Palavra de Deus e os que falaram e também “escreveram” as Palavras de Deus. Em sua maioria os profetas que escreveram, um dia falaram a Palavra de Deus. Teologicamente os profetas estão subdivididos em dois grupos: os Profetas Menores e Profetas Maiores, tal conotação foi feita por Agostinho no IV século a.C. Essa conotação dar-se, não pela importância de seus escritos ou se eram mais poderosos ou não, mas sim pela extensão de seus escritos e conseqüentemente de seu ministério.
Tanto os profetas da “palavra” quanto os profetas da “escrita” desempenharam um papel fundamental na história do povo judeu. Tais homens foram verdadeiros instrumentos de Deus para correção e orientação de seu povo. Em virtude do período, tempo de ministério e tipo de mensagem, alguns profetas se tornaram mais notados do que outros. Profetas como Isaías, Jeremias e Daniel são sempre mais referenciados nas Escrituras. O profeta Isaías, por exemplo, é citado 22 vezes no Novo Testamento, todavia cada profeta desempenhou seu ministério de acordo com a missão que recebeu do Senhor.
Em seu livro, Conheça Melhor o Antigo Testamento (P245), Stanley Ellisen descreve os nomes dos profetas cujas palavras não foram registradas pelos mesmos. No quadro abaixo citamos alguns deles.

Profeta
Mensagem
Referência
Gade
Aconselhou Davi no deserto
1Sm 22.5
Natã
Aconselhou a Davi a respeito da aliança e do adultério.
2Sm 12.1
Ido
Escreveu os acontecimentos do reinado de Salomão
2Cr 9.29
Samaías
Avisou a Roboão que não pelejasse contra Jeroboão
1Rs 12.22
Hanani
Repreendeu Asa pelo auxílio da Síria e foi preso
2Cr 16.7
Jaaziel
Aconselhou a Josafá a confiar em Deus
2.Cr 20.14
Elias
Repreendeu a Acabe e a Jezabel pelo culto a Baal
1Rs 17.1ss

Profetas como Isaías, Daniel, Jeremias, Obadias, Joel, Miquéias, Jonas, Amós,... Deixaram suas palavras registradas, isso, porém não os torna mais competentes do que os que não deixaram, pois cada um exerceu seu ministério segundo a vontade e direção do Senhor. Independente do profeta do Senhor, cada um deles sabia qual sua missão dentro de seu tempo, fato esse que os tornou verdadeiros instrumentos nas mãos de Deus para corrigir e orientar seu povo.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...