Pesquisa personalizada

domingo, 16 de março de 2008

Padroeira dos Católicos Apostólicos Romanos


O Projeto de Lei 2623/07, do ex-deputado Professor Victorio Galli, retira de Nossa Senhora Aparecida o título de padroeira do Brasil. "O País, por ser um Estado laico, não deve ter este ou aquele padroeiro", afirma Galli.Apesar da mudança, segundo o projeto, o feriado religioso será mantido. A proposta altera a Lei 6.802/80, que institui o feriado nacional de 12 de outubro em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. O projeto substitui a expressão "padroeira do Brasil" por "padroeira dos brasileiros católicos apostólicos romanos" e a expressão "culto público e oficial" por "homenagem oficial".Victorio Galli ressalta que o Estado está impedido de instituir qualquer tipo de culto, conforme o artigo 19 da Constituição de 1988. Segundo Galli, a alteração proposta "deve ser considerada democraticamente útil para a promoção da igualdade entre os cidadãos brasileiros, sem privilégios à maioria de orientação cristã". Segundo ele, a proposta foi sugerida por cidadãos que não professam a fé católica.O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


2 comentários:

Nossa Senhora da Conceição Aparecida disse...

Esta boa notícia nunca deveria ter acontecido.
Finalmente, dia 22 de agosto, foi arquivado o projeto de lei infeliz que pretendia retirar o título de Padroeira do Brasil de Nossa Senhora Aparecida.
Durante 6 meses, o PL 2623/07, apresentado pelo deputado suplente e pastor evangélico Victório Galli, percorreu silenciosamente os caminhos do Congresso Nacional e foi descoberto apenas quando já estava na Comissão de Educação e Cultura para apreciação final. Se fosse aprovado ali, nem precisaria passar pelo Plenário.
Assim que despontou na imprensa, porém, um tzuname de mensagens, tanto por e-mail como por cartas, acordou o país para o que estava acontecendo. Estima-se que quase meio milhão delas tenha chegado à Câmara dos Deputados.
Foi também publicado um ótimo livro em reparação a esta afronta a Nossa Mãe e Padroeira, que pode ser visto em www.senhoranossa.com.br. É uma história com fatos dos mais impressionantes.
Bem, com tudo isso é claro que o projeto não iria passar num ano de eleição.
Seria bom que todos soubessem que é possível impedir o avanço de um mal quando todos fazem a sua parte. Este, pelo menos foi enterrado graças à mobilização espontânea dos internautas.

mau.js disse...

A igreja romana em toda a sua trajetória sempre foi antidemocrática e, por isso, está perdendo terreno.
Cada um adora a quem quer, porém impor aos outros aí é absurdo!!
Por essa razão, esse projeto deve ser aprovado. Não sou obrigado a adorar uma coisa na qual não acredito, nem que alguém (o Estado), fale por mim, dizendo ser minha padroeira.

Por último, quero alertar aos amigos católicos que eles não estão venerando a Maria, e sim a uma fraude.
Os padres sempre vêm com aquele papo de que você guarda a foto dos seus parentes, etc, e aí é que está o problema. Não existe retrato, muito menos foto de Maria, ou seja, essa imagem que criaram é uma fraude!! Com certeza nem parece com ela, pois não tem padrões asiáticos.
Conclusão: eu não andaria com a foto de uma estranha dizendo ser minha mãe, e vc????

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...