Pesquisa personalizada

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Silas Malafaia no Programa do Ratinho



Posted: 26 Feb 2010 03:09 AM PST

A oponente de Silas Malafaia deveria estar muito apavorada e exagerou usando uma inverdade. Disse que o Brasil é o País mais homofóbico do mundo. Acho que por falta de tempo para debater, o pastor não contestou isso inteiramente. Mas o fará nas próximas edições do programa Vitória em Cristo, penso eu.

Na realidade, as ditaduras islâmicas se destacam no quesito homofobia, ser gay é punido com a morte pelas mãos do Estado.

Os números de assassinatos de homossexuais que a ex-deputada apresentou são levantamentos grosseiros, não é um trabalho de pesquisa científica. É uma pesquisa que nem deveria ser chamada de pesquisa. Ela nem quis citar a fonte porque é contestável!

Os números apontam que as mortes de homossexuais são todas motivadas por homofobia. Se seguíssimos por este raciocínio, todas as mortes de negros deveriam ser consideradas racismo, só porque o racismo ainda existe na sociedade brasileira.

O levantamento que Iara Bernardi apresentou não considera as mortes de gays que morreram brigando entre eles mesmos, nem descreve os casos de crimes ocorridos por quem estava se prostituindo e morreu brigando com cliente por causa do dinheiro. Etc.

Enfim, para quem formulou os números tudo é homofobia! Se o pardal fizer "caquinha" na cabeça de um gay, poderá ser tachado pelo elaborador da pesquisa de passáro homofóbico.

Essa contabilidade de maneira genérica demonstra que o Brasil não precisa do PL 122/2006.

Nós cristãos não odiamos gays.

E.A.G.

Posted: 25 Feb 2010 11:13 AM PST



O programa foi ao ar ontem, com transmissão ao vivo diretamente do estado de São Paulo, no grande complexo de estúdios do SBT, localizado à rodovia Anhanguera, altura do quilômetro 18. O IBOPE do programa acusou estar em segundo e de terceiro lugar na praça paulista enquanto o debate era travado.

Parte 1: Ex-Deputada federal Iara Bernardi entra no estúdio, faz argumentações preliminares. Reportagem externa do repórter Ney Inácio explica o que representa o PL, entrevista o Pr. Dilmo dos Santos (ministério CONAMAD), militantes de ONG pró-homossexualismo e transeuntes num reduto de gays próximo da Praça da República. Silas entra, presenteia o apresentador Carlos Massa, o Ratinho, e sua assistente de palco com livro e Bíblia de Estudo. Em sua palavra preliminar diz que o PL 122/2006 deveria se chamar Lei do Privilégio. Ele recebe ovações da platéia.


.

.

Parte 2: Pastor Silas diz que homossexualismo é questão comportamental, ninguém nasce gay, aponta ao campo científico da Biologia, para a ordem cromossômica, que nos informa haver apenas macho e fêmea. Iara Bernardi diz que pessoas homossexuais não pedem para nascer gays, sem contestar a informação da ordem cromossômica, alega que o PL 122/2006 não afronta religiões e que o projeto visa coibir a população de externar preconceito. Silas denuncia que o PL 122/2006 foi posto para aprovação dos Senadores sem que eles soubessem, que os Militantes Gays agiram de maneira antiética e sorrateira numa madrugada do Senado Federal.


.

Parte 3: Iara: "O pastor está nervoso?" Silas: "quero informar que o meu temperamento não está em debate". Malafaia cita Senadores que nã o são evangélicos e são contra o PL 122/2006. Iara Bernardes cita dados numéricos de assassinatos de gays, sem credibilidade, que já contestados em outros fóruns. Silas chama o PL 122/2006 de bobagem, diz que o brasileiro realmente discriminado é o jovem e o pobre. Nas considerações finais, o apresentador Ratinho brinca e diz torcer para que Malafaia continue só como pastor evangélico, porque se não for assim tomará o lugar dele. Risos.

Fontes: Belverede | Alcebíades 232

UBE - União de Blogueiros Evangélicos

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...