Pesquisa personalizada

terça-feira, 15 de junho de 2010

Copa do Mundo, Exemplo a ser seguido!



Um Estádio, dois times, milhares de torcedores. É neste clima de duelo que se decide um mundial, e porque não dizer O MUNDIAL.

Por 90 minutos, Jogadores encarnam verdadeiros gladiadores, os times vestem-se de países que passam a reresentar, e a torcida ainda continua sendo o que é - TORCIDA. Pouco mais de duas dezenas de atletas, são movimentados como peças de xadrez nas mãos do seu técnico, a quem duas nações inteiras passam a depender para sentirem o delicioso gosto da vitória.

Uma onda de patriotismo inunda ricos, pobres, negros, brancos, patrões, empregados, religiosos, ateus... Enfim, todoss passam a condição de um único povo, desejando uma única coisa apenas: Ver seu país festejando a conquista de um título, para que pelo menos uma vez todos sintam o erdadeiro gosto da palavra UNIÃO.

O que vemos em cada jogo da copa, são muito mais que fogos e festa, vemos povos vestindo suas cores e erguendo suas bandeiras, vemos união de esforços e unidade de objetivos; Vemos homenss e mulheres com um mesmo sonho, velhos e meninos vibrando com a mesma emoção, assistimos emocionados a família reunida e torcendo cada um de seu jeito, porém vidrados na tela, grudados no rádio, e atentos a cada lance de seu PAÍS no campo, tão desejosos pela taça quanto o técnico e o jogador que agora representa ele mesmo no campo, possuidores de todas as suas honras e reponsáveis por magnificar sua terra adorada. Todos sentem a responsabilidade da proposta exigida ao time, por isso sofrem, vibram e gritam a cada movimento decisivo dentro da grande arena.

Este é o sentimento ue deve tomar conta dos que fazem parte do time que Cristo é o técnico. Devemos envolver-nos de corpo, alma e coração, vibrar a cada vitória, sofrer a cada ameaça; Somos uma nação, estamos todos enolvidos neste jogo em que cada passo errado ou certo, não perdemos apenas a oportunidade de fazer gol, mas perdemos oportunidades de conquistar vidas, e leva-las ao céu. Nosso estádio é o mundo, nossos inimigos são as trevas, temos o Espírito Santo por capitão, Jesus Cristo como Técnico, e o Pai pronto para nos galardoar conforme o nosso desempenho e esforço.

Unamos esforços. Vistamos nossa camisa carmesim, levantemos a Palavra da Cruz como bandeira, e gozemos o prazer de sermos parte de um time que nunca perdeu em partida! A Final é nossa, é Cristo quem garante! Temos mais orgulho do Evangelho, do que qualquer torcedor de qualuer país.

Cristo não é o Técnico do Hexa, mas daqueles que são mais que vencedores por seu amor!


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...