Pesquisa personalizada

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Profetas, existem eles ainda hoje? - Parte I


http://3.bp.blogspot.com/_o4JPPMN07FQ/TC0jTmIRNxI/AAAAAAAABbQ/MyXHZ4kBpOo/s1600/prophet.jpg 
Estudo gentilmente cedido por  Ailton Souza de Melo, da Igreja Batista Missionária em Itapssuma-PE


Introdução


A igreja do Século XXI nunca esteve tão “inchada” como hoje. Os cultos são repletos de pessoas que vão à igreja religiosamente somente para verem as “apresentações” e não para prestarem um culto racional ao Senhor (Rm 12.1-3). O povo parece não está mais interessado em ouvir a Palavra de Deus ou os ministros não possuem nada de novo a oferecer ao seu rebanho. O problema está se generalizando como a um câncer no interior da igreja e se não houver uma intervenção ela acabará morrendo dessa enfermidade chamada pecado.
A cada dia que passa o modernismo e a elitização de grupos e pessoas se torna mais comum dentro de nossas igrejas onde o que mais importa não é a qualidade do povo, mas sim a quantidade. Em muitos casos o problema já se tornou tão comum que o que é profano já foi santificado e o que é santo foi profanado. Os verdadeiros princípios bíblicos estão sendo, aos poucos, substituídos por dogmas religiosos de acordo com a vontade humana onde o que menos importa são os valores éticos e morais descritos na Bíblia Sagrada.
Não é difícil olharmos hoje para muitas igrejas e encontrarmos o pecado, nas suas mais variadas formas, implantado dentro da casa do Senhor. A respeito desses pecados, já falava o apóstolo Paulo:
Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias (Gl 5.19-21)


Muitos desses pecados são encontrados com freqüência dentro de muitas igrejas devido ao silêncio daqueles que deveriam relatar o pecado do povo e propagar a Lei do Senhor. Cada vez mais, muitos resolvem priorizar o seu bem-estar social e financeiro de modo a se projetarem numa sociedade cada vez mais corrupta e estereotipada. Os nossos profetas calaram sua boca e não mais denunciam o pecado do povo. Parece até que o Senhor não está vendo. Há uma necessidade de se separar o que é puro do que é impuro e voltar aos princípios da verdadeira liberdade e graça de Cristo. Mais infelizmente por falta de verdadeiros profetas é que a igreja de Cristo vem se tornando um tentáculo do mundo.
Onde estão os verdadeiros adoradores do Senhor? Acabaram-se os profetas? Verdadeiramente não! O problema é que muitos nem sabem que foram chamados para proferir a Palavra de Deus e relatar o pecado do povo. Devido a muitos conceitos errados em relação aos ministérios da igreja é que a mesma se encontra mundanizada. No presente texto procuraremos, sistematicamente, mostrar que o ministério profético não acabou e que ele é tão importante para igreja hoje quanto foi para o povo veterotestamentário e neotestamentário.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...