Pesquisa personalizada

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Dinossauros, o que a Bíblia diz? Parte III

Imagem


Parte III - Espécies de Dinossauros 

Todos foram Répteis 

Os dinossauros pertencem à categoria dos Répteis. Dinossauro significa lagarto terrível. E o lagarto é um ser rastejante. 

Não foi Adão quem deu os nomes por que hoje conhecemos os dinossauros. Esses nomes são mais recentes. Aliás, a Bíblia refere que Adão só deu nomes às aves e aos mamíferos (Gen. 2:19s) - não aos animais rastejantes, insetos ou criaturas marinhas. Mesmo assim, o seu trabalho não foi pouco! Cerca de 8600 aves e 5500 mamíferos, foi o trabalho de Adão... 

Quanto aos dinossauros, em específico, podemos citar algumas espécies. As espécies a seguir referenciadas têm credibilidade científica e criacionista - isto é, há provas de que assim teria sido. Fundamentalmente, a base são fósseis existentes em vários lugares do mundo, que permitem que se chegue a determinadas conclusões. 

Os fósseis são formados a partir de marcas deixadas ou de restos de plantas/animais. Há a secagem dos mesmos, prensagem sob grande peso de lodo e depois, alguns anos (dezenas, centenas ou milhares, conforme os casos) para a sua preservação. 

1.Os Répteis Gigantes 

Diplodocus 

Este dinossauro foi um dos mais compridos dentre os que perambularam na nossa terra. Crê-se que tenha tido pelo menos 30 metros de comprimento. Tinha uma cauda e pescoço grandes, o que em relação ao corpo, permitia o seu equilíbrio. Talvez, em altura, atingisse, com o seu pescoço, o quarto andar de um edifício. Era herbívoro. Muitos associam este ser ao Beemote citado nas Escrituras. O Diplodocus tinha um furo no topo da cabeça por onde poderia respirar quando estivesse com o corpo na água. 

Braquiossauro 

Com as mesmas características do Diplodocus, era mais pequeno (cerca de 15m), mas pesava cerca de 80 toneladas. Mais pesado do que ele, o Ultrassauro, com 90 toneladas, e o Sismossauro, cujo peso preciso se desconhece. 

Apatossauro 

Pesava cerca de 40 toneladas e tinha um pescoço de cerca de 6 metros, medindo em comprimento 22 metros. Era herbívoro (só comia plantas). Tinha 24 dentes com o formato de uma colher, que não serviam para mastigar alimentos. Logo, deverá ter engolido pedras ásperas do tamanho do punho de um homem para ajudar a triturar a comida no seu estômago, como fazem alguns pássaros e crocodilos. 

Tiranossauro Rex 

Foi, provavelmente, a mais terrível máquina mortífera que andou sobre a terra. O seu nome significa "o rei tirano dos lagartos". Todos os animais e homens teriam medo dele. Media 5 metros de altura. Cada pata traseira ocupava o espaço de 1 metro quadrado. 

Era carnívoro, tendo na sua boca 60 dentes, com 15cm de comprimento. que eram como facas de pontas com bordas serrilhadas, o que lhe facilitava rasgar a carne. No entanto, as descobertas mais recentes levam-nos a acreditar que ele também se terá alimentado de alimentos macios. 

A sua boca era enorme - e poderia certamente engolir uma pessoa inteira. O seu estômago era tão espaçoso que, depois de fazer uma refeição, poderia esperar uma semana ou mais para comer novamente. 

2. Dinossauros Incomuns 

Triceratops 

Este dinossauro, com uma certa aparência engraçada, tinha três chifres. Era um ser herbívoro, e acredita-se que era um potente lutador. Dois dos seus chifres tinha 60 cm e o outro, logo acima da sua boca, um chifre forte pontiagudo de 15 cm. 


Estegossauro 

Este dinossauro tinha uma fileira de placas ósseas nas suas costas, com aparência de velas de barcos. Essas placas regulavam a temperatura do seu corpo, expelindo o calor quando estava muito quente, e absorvendo o calor quando sentisse frio. Estegossauro significa "lagarto curvado", porque ele possuía costelas fortemente curvadas. No final do seu rabo, havia quatro pontas, medindo cada uma delas 90 cm de comprimento e 15 cm de espessura. Possivelmente, o seu rabo era usado como chicote para perfurar o couro duro dos seus inimigos. 

Paquicefalossauro 

Este terá sido o dinossauro mais esquisito, pois tinha uma cabeça ossuda, rodeada por saliências ósseas parecidas com verrugas. Tinha ainda ossos pontiagudos no nariz. Possivelmente usava a cabeça para se defender, dando cabeçadas nos outros animais. Tinha 1,70m de altura, portanto, a altura de um homem médio, e era herbívoro. 

Dinossauro Bico-de-Pato 

Este dinossauro era parecido com um pato - a sua boca tinha o formato de um bico de pato, sendo herbívoro. Possuía suas fileiras de dentes na parte de trás da mandíbula superior, e duas fileiras de dentes na parte de trás da mandíbula inferior. 

Cada fileira tinha 500 dentes, o que totalizava 2.000 dentes numa só boca - no entanto, esses dentes não eram usados todos simultaneamente. Em 1908, um colecionador encontrou fósseis de dois bicos-de pato em Wyoming, EUA - até as peles estavam preservadas em fósseis. Deste modo, foi possível verificar que tinham pele grossa, semelhante ao do crocodilo. Tinham as costas escuras e a frente de cor clara. Recentemente foi encontrado um "cemitério" de bicos-de-pato no norte do Alaska (EUA). Desconhece-se contudo, se viviam em terra ou nos pântanos. 


3.Répteis do Mar 

Ictiossauro 

O primeiro fóssil marinho foi encontrado por Mary Anning de 12 anos. A criatura tinha quatro nadadeiras, longos maxilares cheios de dentes. A forma aerodinâmica do seu corpo era parecida com os golfinhos, medindo cerca de 9 metros. 

Plesiossauro 

Em 1925, Charles Moore estava na praia de Moore, na Califórnia, e encontrou um esqueleto deteriorado de um monstro que parecia uma serpente. 

O Leviatã 

A Bíblia fala que Deus criou "os grandes animais marinhos" (Gen. 1:21). e Deus descreveu uma dessas criaturas a Jó, chamando-a de Leviatã (Jo 41:1). Algumas pessoas pensam que Deus estava a descrever o crocodilo, mas a descrição não é coincidente. A Bíblia afirma: 

* «Põe a tua mão sobre ele, lembra-te da peleja, e nunca mais o intentarás» (v.8). As pessoas não o podiam apanhar com anzóis - ele era tão forte que nem espadas ou lanças o feriam (v. 1 e 2). Não sabemos qual a fisionomia deste ser, mas Deus afirma que "na terra não tem igual, pois foi feito para não ter medo" (v.43). 

O Leviatã cuspia fogo ! É isso que se lê em Jó 41:19. Alguns dizem que é meramente simbólico. Mas o versículo refere: "Da sua boca saem tochas; faíscas de fogo saltam dela". Em primeiro lugar, este versículo dá-nos a prova de como este ser não era o crocodilo. 

Contudo, esta descrição não é simbólica. Podemos dizer que da boca deste "dinossauro" saía, e facto, fogo. Eis a prova: Deus preservou até aos dias de hoje uns pequenos seres chamados besouros bombardeiros, com pouco mais de 1 cm, que nos mostram como era possível lançar "fogo". Estes besouros têm um pequeno canhão nas suas caudas, cada qual com um gás venenoso. Quando sentem perigo misturam estes dois gases, formando uma bola de gás quente e nocivo que ataca os seus inimigos. Se isto sucede hoje, porque não com animais maiores ? 

4.Répteis do Ar 

Pteranodon 

Este réptil voador com 15 metros de envergadura das asas, tinha uma cabeça de 1,80m de comprimento, incluindo uma crista de 70 cm que se estendia para trás, conforme a figura acima reproduzida. Essa crista, bastante fina, tinha a função de dar equilíbrio aerodinâmico ao seu longo bico desdentado. Apesar do seu grande tamanho, pesava apenas cerca de 13 Kg ! Deus projetou esta criatura magnífica para voar - os seus ossos ocos tornava-no leve e eficiente. Tinha ainda uma bolsa debaixo da goela, onde armazenava pequenos peixes e animais marinhos que pescava nas águas. 

Arqueoptérix 

Esta criatura tinha asas e penas. Possuía garras nas suas asas e assim conseguia trepar as árvores e voar. No entanto, essas garras não são uma evidência de que estava a evoluir de um réptil para um pássaro. Nunca foi encontrado qualquer esqueleto que indicasse um estágio intermediário de evolução. 

Aliás, ainda hoje, existe um pássaro na América do Sul, chamado Hoazin, que tanto pode trepar a árvores como voar - tem na parte da frente de cada asa duas garras que usa para trepar enquanto pequeno - e é evidente que não está a evoluir, sendo um pássaro. 

5.Dinossauros Pequenos !

Quando falamos em dinossauros, pensamos logo em monstros. Mas existiram dinossauros muito pequenos ... 

É o caso do COMPSOGNATUS que não era maior que uma galinha, bem como o STRUTHIOMIMUS. 

O RANFORINCO foi um dos menores répteis voadores, com cerca de 50 cm de comprimento. Dentre os répteis voadores, tinha uma aparência estranha, por causa do seu rabo longo e fino com um leme na ponta. 

A existência destes pequenos dinossauros prova a impossibilidade de evolução, porque todas estas espécies viveram em comum, no mesmo período de tempo.

(Por Joel Pereira)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...