Pesquisa personalizada

sábado, 25 de junho de 2011

Γάμος, e a União Estável entre pessoas do mesmo Sexo - Casamento Gay

http://ummix.files.wordpress.com/2010/01/casamento_gay1.jpg
Imagem

Derivado da palavra grega γάμος (gamos), casamento, bíblicamente falando, é a união  estável entre um homem e uma mulher, pois deriva da palavra παμίσκω (gamisko) que significa desposar (conjugar) ou dar em casamento uma filha à um marido.

No Hebraico,  palavra deriva de  ערב,('ªrabh) usada em Daniel 2: 43 para denotar a união de dois materiais extremamentes diferentes (barro e ferro), ou seja é um amalgamento entre  dois componentes, um entrelaço, em resumo, trata-se de uma mistura entre duas pessoas,  quando se unem para dar sentido a palavra de Deus dita à Adão quando  Deus lhe entregou Eva, entregando-a ao homem como uma נגד (neghedh) (ver Gn 2: 18), uma adjuntora, uma contraparte tirada do lado (aramaico), esta seria como sugere a palavra a correspondente do homem, e o homem por sua vez lhe corresponderia, deveriam amagalmar-se, se entrelassarem e se misturarem para serem uma só carne, como afirmou o homem quando de Deus recebeu sua esposa (ver Gn 2: 22~24).

Apesar de todas estas afirmações documentadas, hoje, a Igreja de Cristo tem sido uma testemunha do desprezo humano pelas instituições Divinas; massificadamente vários estados em seus respectivos países do mundo (com o exemplo mais recente New York), estgão levantando a bandeira em defesa à causa gay erguendo assim um afastamento consolidado da espécie em prol de seus interesses, que só confirmam o que está escrito que a nossa tendencia a errar o alvo (hamarto) nos afasta do nosso Deus. 

Embora a história da cerimônia de casamento remonta à Roma antiga, com um simbolismo superticioso e também voltado à religião romana (o véu, acrescentado mais tarde, referência à deusa greco-romana Vesta, protetora do lar, simbolizando a honestidade e a virgindade, virtudes imprescindíveis para uma boa prole e a continuação do “sangue”, segundo os costumes da época); Dos Romanos também surge o conceito monogâmico ((Portal Sao Francisco.com) - ainda assim este princípio é primeiramente expresso nas entrelinhas da Bíblia e específicamente nos primeiros capítulos de Gênesis, como já observamos. Além disso, em diversas culturas o casamento é a festa da vida, onde um dos principais objetivos é a conservação da vida e sua continuidade. 

Diante disso, observamos a sociedade tomar o rumo da contramão da história, afastando-se daquilo que Deus instituiu e como instituiu; erguem as vozes com orgulho e lágrimas como se seus atos de total rebelião contra a Palavra de Deus fosse algo de cunho tão moral, que seria inexpressível para qualquer ser humano discordar. Igrejas erguem deigual modo esta bandeira multicolorida, como um sinal de opção para os que são "excluídos" pelos héteros, quem sabe, pensam eles, estão dessa forma separando o trigo (homossexuais) do Joio (heterossexuais), já que os que não concordam com a união homoafetivas são tudo que a sociedade menos precisa: preconceituosos, homofóbicos, atrasados e no mínimo desinformados.

Reverendos e Reverendas surgem com simpáticas teorias e frases de ampla aceitação para 'conquistarem' tal minoria (embora não se saiba quem conquistou quem!), a fim de aproveitarem o momento para o crecimento de suas denominações... AI DE VÓS! QUE TAPAIS AS PORTAS DO CÉU, NEM ENTRAM NEM DEIXAM QUE ESTÃO ENTRANDO,  FAZENDO AQUELES QUE VOS SEGUEM DUAS VEZES MAIS MERECEDORES DO INFERNO DO QUE VOCÊS MESMOS! (Mt 23: 13 e 14)

Casamento Gay. Sou contra, porém vejo que em nosso país é uma questão de tempo, pois aprova-se pelo supremo a união estável entre pessoas do mesmo sexo, mesmo que a constituição considere esta uniãos entre pessoas de sexos opostos. Por enquanto minha forma de protesto é escrever, quem sabe amanhã falar por ser impedido por 'força maior' de me expressar, expondo minha vida quem sabe a privações simplesmente por acreditar na Bíblia, o Livro que agora consideram ultrapassado e talvez amanhã Criminoso, poderá passar por elisões para não ser proibido, já que seus textos incitam ao que chamarão de homofobia.     

Em resumo, que venha o casamento Gay, isto pode afetar tudo menos os princípios que aprendemos de Cristo, inclusive o princípio de sofrermos por Ele (Fl 1: 29). Não haverá a possibilidade desta imposição afetar a educação que daremos aos nossos filhos, pois, por amor os educaderemos no Temor do Senhor, segundo a sua Palavra, que guardaremos no coração para não pecarmos contra sua santidade!!!

Que a Igreja de Cristo esteja preparada para esta onda que está surgindo. que não nos conformemos com este mundo, mas que sejamos, como sacrifícios vivos, transformados pela renovação do nosso entendimento (Rm 12:1~2).

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...